Quem somos

Nós somos pessoas comuns. Trabalhamos, estudamos, criamos nossas filhas e filhos enfrentando a aspereza de um mundo cada vez mais violento e desprovido de sentido. O destino quis que vivêssemos em um tempo no qual cada um é incentivado a tratar de si, a cuidar dos seus, desprezando os semelhantes, sem pensar no futuro coletivo. 

Não aceitamos esse caminho, porque acreditamos na empatia e na solidariedade e porque queremos um futuro melhor. Sabemos que o destino das pessoas comuns é o destino de nossa comunidade, a comunidade humana. Não há saída individual para a crise na qual vivemos. Só haverá futuro se pensarmos o comum, a comunidade, a comunhão, o comunitário. Se percebermos que o único futuro eticamente aceitável é aquele no qual todos e todas têm um lugar. 

Há uma boa dose de utopia nesse pensamento, algumas pessoas nos dizem. Sabemos bem disso, e estamos contentes com esta opção. Porque a utopia não é aquilo que é impossível acontecer, é apenas aquilo que não aconteceu ainda. Nesse sentido somos utópicos, mas somos, ao mesmo tempo, realistas e práticos. O que é irrealista é acreditar que a competição e o individualismo egoísta abrem alguma perspectiva de futuro. Somos uma comunidade de destino, viemos do mesmo lugar no passado e caminhamos para um mesmo lugar no futuro. Nossa melhor chance é aceitar que nosso destino é comum e enxergar toda a beleza e potência que isso carrega.

Estamos indignados com a situação que o Brasil enfrenta e resolvemos fazer nós por nós, sermos donos do nosso destino. Temos coragem e energia de sobra para transformar a política, a economia e fortalecer a democracia. 

O Brasil é um país com muitas riquezas naturais, com um povo guerreiro e trabalhador. Está mais do que na hora de quem constrói essa Nação ocupar os espaços de poder. Acreditamos que as pessoas comuns têm um enorme potencial para revolucionar a política, superando a distância que existe entre nossos representantes e as mulheres, a juventude, negras e negros, LGBTs e trabalhadores.

Os poderosos querem nos fazer voltar à cozinha, ao armário e à senzala, mas a verdade é que eles nunca se preparam para nos enfrentar de pé!

Você não está sozinho. Seja resistência. Junte-se a nós!

O que queremos

Queremos derrubar o muro invisível que separa o povo de seus representantes. O fortalecimento da democracia passa por tirar a influência do dinheiro sobre a política, para que o poder possa ser exercido por pessoas comuns.

Para conquistar tudo isso, iremos promover a formação e o engajamento de jovens lideranças. Não estamos satisfeitos com a maneira com que a política é exercida e queremos revolucioná-la através do potencial inovador da juventude.

Chegou a nossa vez. Vamos ocupar a política, os partidos, as câmaras e prefeituras. Não para fazer mais do mesmo, mas para fazer tudo novo.

Valores

DEMOCRACIA – O povo precisa se enxergar nos espaços de poder e precisamos enfrentar a influência do dinheiro no cenário político.

INOVAÇÃO – Superar o distanciamento da política com a população através do uso de tecnologia, transparência e construção de mandatos coletivos e participativos.

JUSTIÇA SOCIAL – Compromisso com a redução das desigualdades e promoção de oportunidades.

COMBATE À CORRUPÇÃO – Aproximar o povo da política como forma de fortalecer os mecanismos de fiscalização e transparência.

CHEGA DE VIOLÊNCIA – Aumento do controle e fiscalização de armas. Construção de uma política de segurança pública com fiscalização das ações de agentes do Estado, além da garantia de melhores condições de trabalho e formação em direitos humanos e cidadania.

MEIO AMBIENTE – Construção de um novo pacto de preservação ambiental com desenvolvimento sustentável.

RESISTÊNCIA – Organizar a resistência contra os retrocessos do governo Bolsonaro. Fazer das nossas cidades Territórios Livres de Fascismo.

Junte-se a nós

O Brasil é um país diverso, com um povo batalhador. Mas, entre as pessoas comuns e seus representantes, existe uma barreira construída pelos poderosos que investem muito dinheiro para eleger os seus. Chegou a hora de derrubar essa barreira. Faça parte desse movimento.
Quero me candidatar
Quero me engajar
Quero ser comunicador

Colabore

Este movimento só acontece porque pessoas como você acreditam! Doe